sábado, 12 de fevereiro de 2011

Cratera pode engolir casas em rua sem saída

A Rua Euzébio Bento Barbosa [sem saída], em Itaquera, zona leste da capital, está desaparecendo. Tudo por causa de uma erosão provocada pelas constantes chuvas que castigam São Paulo desde dezembro.

Após seis anos de exaustivas reclamações dos moradores, a Defesa Civil bloqueou parcialmente a rua e a subprefeitura de Itaquera iniciou a construção de uma galeria de águas pluviais na rua Antônio Soares Lara, que fica na parte baixa do bairro. No entanto, a tensão tomou conta dos moradores que veem a cratera aumentando a cada dia e temem que o pior aconteça. "Depois que a prefeitura começou mexer aqui ficou pior. O muro que protegia a casa da minha filha caiu e do jeito que está será engolida rápidamente pelo buraco. Eles (subprefeitura) tinham que construir primeiro, um muro de arrimo", afirmou José Alberto de Medeiros, 66 anos, pai de uma moradora.

Para Eliezer Vieira de Sá, morador há 26 anos na rua, a prioridade é construir uma galeria no final da rua Euzébio Bento Barbosa e fechá-la com muro de arrimo. "Eles (subprefeitura) deveriam terminar aqui em cima primeiro e depois construir a galeria lá embaixo no meu ponto de vista", observou Eliezer.
O DIÁRIO entrou em contato com a arquiteta responsável pela obra, porém, até o fechamento da matéria não se pronunciou. Já a Defesa Civil se comprometeu a estudar melhor o problema.


Casa está ameaçada de ser engolida pela enorme cratera


                                                  Rua interditada pela Defesa Civil


                                     Operários da prefeitura construindo galeria de águas pluviais

Volta ao início